logística reversa

Logística reversa: do conceito à prática

Equipe TOTVS | VENDAS | 24 agosto, 2020

Os processos logísticos têm um papel fundamental no sucesso de uma empresa, já que podem promover maior eficiência e redução de custos operacionais, por exemplo. É o caso da logística reversa, prática-chave para diversos tipos de companhias, dos mais variados setores.

Neste post, saiba mais sobre como o processo funciona e entenda como pode ser implantado no seu negócio. Continue a leitura!

O que é a logística reversa

A logística reversa trata do fluxo inverso dos produtos. Ou seja, em vez de o item sair da empresa e chegar no consumidor, ele parte do comprador (ou de algum ponto intermediário) e volta para a empresa (ou para algum outro ponto de coleta).

Sendo assim, este processo é o responsável pelo retorno dos materiais que já foram utilizados ou entregues ao consumidor, com o objetivo de reaproveitamento, devolução ou descarte adequado dos produtos.

A importância da logística reversa

O Código de Defesa do Consumidor aborda o chamado direito de arrependimento por parte do cliente e a possibilidade de devolver um produto, sem ônus, dentro de sete dias, caso ele tenha sido comprado pela internet. Isso significa que os e-commerces têm que estabelecer uma política de trocas e devolução, que envolve a coleta dos itens e os custos ligados a ela — e isso abrange a logística reversa.

Contudo, tal logística não é importante apenas para cumprir este tipo de obrigação. Ela também faz parte de um plano de política sustentável, como você verá mais adiante. Assim, estabelecer este processo é um grande passo para que a marca cuide mais do meio ambiente, se posicione como um negócio que valoriza a sustentabilidade e tenha uma imagem positiva no mercado — diante de consumidores, investidores e outros interessados.

O retorno de alguns produtos ou resíduos também pode fazer com que eles se tornem matéria-prima para novos produtos, o que contribui ainda para a sustentabilidade econômica da empresa.

Portanto, entre as vantagens que a logística reversa proporciona para as empresas. estão:

  • redução de custos;
  • aumento do diferencial competitivo;
  • obtenção de uma imagem de “empresa verde”.

Política Nacional de Resíduos Sólidos

Existe uma lei, nº 12.305, chamada de Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A legislação institui a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos (fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, cidadão e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos) na logística reversa dos resíduos e embalagens pós-consumo.

Deste modo, a lei procura viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou até mesmo em outra destinação final ambientalmente adequada.

Neste caso, a logística reversa está ligada a questões como descarte de pilhas e equipamentos eletrônicos e à reciclagem de óleo lubrificante, por exemplo. É o processo que dá suporte para que as empresas estejam em conformidade com a legislação e as políticas de preservação do meio ambiente.

Como a logística reversa funciona

Geralmente, o consumidor faz o envio dos produtos ou resíduos para as empresas sem custo algum (é comum que as empresas cubram os custos de coleta ou envio) ou leva os materiais até algum ponto intermediário mais próximo.

A partir daí, são as organizações que dão continuidade ao processo, retornando com os itens para reaproveitá-los ou encaminhando-os para parceiros de negócio que serão responsáveis pela reciclagem ou reutilização — a parceria com cooperativas é muito comum nestes casos.

Logística reversa na prática: 3 dicas para implantar na sua empresa

A logística reversa, quando bem implantada, proporciona os benefícios já citados para a empresa. Mas, como isso pode ser feito? É o que explicamos nos próximos tópicos com três dicas para o seu negócio.

1. Estabeleça uma política voltada para a logística reversa

Antes de mais nada, é preciso criar uma política bem definida, com processos claros a respeito do que será feito. Quando ela está ligada aos clientes como uma ação de pós-vendas, trata-se da política de trocas e devoluções (a qual estabelece as condições para que isso seja feito).

Quando se trata do recolhimento de produtos ou resíduos, ela ajuda a definir a periodicidade das coletas, os critérios para a seleção de parceiros, como deve ser feita a destinação dos itens, entre outros pontos.

2. Adicione uma rota de coleta à rota de entrega

Se a sua empresa utiliza veículos próprios ou emprega entregadores destinados exclusivamente às entregas do seu negócio, eles vão precisar retornar para a empresa e, na maioria dos casos, os veículos estarão vazios, gerando um gasto com combustível sem qualquer retorno em troca.

Então, por que não fazer um planejamento de rotas para que este percurso de volta seja realizado coletando os materiais que serão devolvidos ou descartados? Ao adotar esta prática, a empresa economiza nos custos com a operação e ainda consegue estabelecer a logística reversa sem ter que criar toda uma rotina à parte.

3. Comunique-se com os consumidores

Quando uma empresa faz campanhas para que as pilhas ou baterias de celulares sejam descartadas em locais corretos, trata-se de uma ação para reforçar ainda mais a prática da logística reversa. Sendo assim, comunique-se com os clientes e informe-os a respeito das coletas (e seus devidos pontos) que são feitas.

Desta forma, eles ficam cientes de que a sua empresa realiza o processo e têm um incentivo a mais para participar dele.

Dependendo da situação, os seus parceiros de negócios também podem contribuir com esta campanha. Um bom exemplo disso são as ONGs, que recolhem pneus velhos para utilizá-los em hortas comunitárias ou para fazer artesanato (como puffs) para arrecadar dinheiro para determinadas causas.

Diversas empresas já implantaram a logística reversa, seja para otimizar processos, reduzir custos, melhorar a relação com os clientes ou se adequar à legislação, por exemplo. O seu negócio pode ser o próximo a se beneficiar com este processo!

A logística reversa é essencial para que as empresas adotem práticas mais sustentáveis, o que proporciona benefícios para todos os envolvidos: a própria organização, os seus parceiros de trabalho (que têm demanda e geram empregos), os clientes e a sociedade como um todo.

Eleve a sua empresa

A Eleve é uma solução de gestão que cabe no seu bolso, pois apresenta um ótimo custo para empreendedores individuais e pequenas empresas. Oferece opções focadas nas suas necessidades:

  • frente de caixa: para lojas e vendas de balcão,
  • gestão financeira: para prestadores de serviços em geral.

Deste modo, você terá controle total do seu negócio com dados disponíveis a qualquer momento e de qualquer lugar. Com o sistema, é certo que não haverá nenhum problema com o fechamento de caixa da sua empresa. Conheça!

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Continue acompanhando o nosso blog e encontre conteúdos e dicas valiosos para tornar o seu negócio mais competitivo no mercado.

política de trocas redução de custos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *