fachada de loja

Abuse da criatividade e monte uma fachada de loja que atraia mais clientes

Equipe TOTVS | VENDAS | 07 setembro, 2020

Uma fachada de loja atrativa é um fator essencial para ter sucesso no varejo — ela representa a primeira imagem que o público em geral terá da sua marca. Isso significa que a fachada do seu negócio deve ser elaborada com todo o cuidado possível. Conquistar o devido destaque em meio a um comércio repleto de ideias inovadoras é um grande desafio.

No entanto, não há motivo para se desesperar. Existem algumas práticas que podem facilitar o processo de montar uma fachada de loja que atraia mais clientes. Neste post, falaremos sobre alguns fatores de maior relevância e daremos dicas para ajudar você nessa tarefa. Confira!

O papel da vitrine

Especialistas afirmam que uma fachada de loja eficiente é aquela que se vende sozinha e gera valor. Por mais exagerado que isso possa parecer, essa é a realidade. Quem nunca passou pela situação de entrar em uma loja simplesmente por ter sido cativado pela fachada? Indo além, muitas vezes nós nem percebemos isso.

Um estudo do SEBRAE mostra que uma boa vitrine pode aumentar em até 40% as vendas de uma loja. Isso mostra que a máxima de “comprar o livro pela capa” é uma realidade no varejo — e isso se transforma em lucro. Entretanto, nem todos os comerciantes dão o devido valor ao assunto.

Com isso, investir a sua criatividade nesse quesito pode dar à sua loja um diferencial importante diante da concorrência. A vitrine é o seu cartão de visitas universal. Mais do que dizer o que o consumidor encontrará naquele varejo, ela conta um pouco da história da marca, mostra os seus valores e cria uma relação específica com cada pessoa.

Tudo isso em apenas um instante que dura de 2 a 4 segundos. Ignorar esse fator pode não só deixar passar uma oportunidade, mas coloca em risco os seus negócios.

Mas, afinal, como elaborar uma vitrine mais atrativa?

Boas práticas para criar a sua fachada de loja

1. Entenda o que o cliente quer

O primeiro passo fundamental é realizar um estudo do seu público-alvo e da região na qual a loja se encontra. Conhecer de perto o seu cliente, os seus hábitos e as suas preferências permite que você faça um primeiro esboço da imagem que a sua loja deve passar.

A fachada pode ser um convite aberto, se você trabalha com itens de consumo geral, ou ter um foco diferenciado. Lojas que trabalham com clientes de perfis mais específicos adotam fachadas com apelos mais pontuais.

Faça da observação uma prática de rotina. Se possível, converse com as pessoas nas proximidades da sua loja e busque entender como elas enxergam o comércio ao redor.

2. Adote recursos tecnológicos

A tecnologia é um chamariz poderoso. Displays de LED, telas, iluminação diferenciada e outros dispositivos certamente atrairão os olhos de quem passar. No entanto, essa estratégia deve ser utilizada com cuidado, levando sempre em consideração o comportamento do seu público-alvo.

Lojas que focam na venda de eletrodomésticos e eletrônicos em geral, por exemplo, devem se apresentar como especialistas no assunto. Logo, esses recursos são mais do que úteis — são essenciais. No entanto, uma livraria ou loja de artigos de decoração não costuma ter como prioridade o apelo tecnológico. Um ambiente aconchegante e organizado pode ser mais atrativo.

Coloque ambas as coisas na balança e tome como prioridade a identidade da sua loja e a do seu cliente. Quem compra os seus produtos estabelece rapidamente um vínculo com a sua marca.

3. Faça uma pesquisa de mercado

Não basta olhar apenas para o público — muitas das respostas que você procura podem ser encontradas em outras lojas. Observar as lojas de referência do seu setor pode ser uma prática que gera muito mais ideias do que parece. Afinal, as gigantes do varejo costumam trabalhar continuamente com estudos de marketing.

Não tenha medo de adotar tendências que dão resultado, desde que o público-alvo seja claramente o mesmo que o seu. Da mesma forma, tenha cuidado para não abandonar a identidade própria da sua loja. Uma coisa é seguir tendências, outra é se apresentar como mais do mesmo.

4. Seja criativo

Se você tem uma imagem clara da experiência que a sua loja pode proporcionar ao cliente, seja criativo e vá em frente. No entanto, tenha sempre o cuidado de não exagerar. Grandes displays e equipamentos que emitem luz e som, por exemplo, atraem olhares — mas o excesso pode fazer com que eles causem repulsa.

Tenha em mente que o ambiente deve ser agradável. Ao criar uma fachada inovadora, faça um estudo das cores mais eficientes, observe a concorrência e, sempre que possível, busque a ajuda de um especialista em marketing.

Um profissional experiente pode caber no seu planejamento financeiro. Ainda assim, tenha sempre em mente que são milhares de comerciantes atuando ao seu redor — a maioria deles pode acreditar que tem uma ideia disruptiva, mas, na verdade, o caminho mais seguro continua sendo seguir tendências de sucesso.

5. Reinvente-se

Um varejista de sucesso é aquele que dá a devida atenção a dois fatores opostos: de um lado, ele investe na manutenção constante da fachada; de outro, ele não se prende a um modelo que não faz sucesso. Isso significa que, em primeiro lugar, uma fachada deve ser restaurada todos os anos. 

Para complementar, não se apegue a ideias que não deram certo. Muitas vezes, revitalizar a fachada pode fazer com que as pessoas observem a sua loja com outros olhos, melhorando o seu fluxo de clientes.

Cuidados com a legislação

Tendo em mente a estratégia que você pretende utilizar, não deixe de fazer uma pesquisa sobre a legislação local. De nada adianta conquistar algumas vendas e, em seguida, ser multado ou descobrir que a sua marca está descumprindo uma lei municipal.

A legislação varia entre estados e municípios. Em alguns locais, é possível que displays de iluminação tenham certas restrições de uso, assim como aparelhos que emitem som. Outdoors também podem ser limitados a certas dimensões e, em alguns casos, a prédios mais baixos.

Certifique-se de manter a sua vitrine dentro do previsto pelas leis e faça a manutenção periódica. De cara nova, a sua loja pode atrair ainda mais clientes e gerar impactos positivos na sua projeção de vendas.

Agora que você já sabe como elaborar uma fachada de loja, veja outras dicas para ter sucesso no varejo. Basta seguir o nosso perfil no Facebook e o nosso canal no YouTube!

pesquisa de mercado projeção de vendas vitrine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *