cardápio digital é cada vez mais usado por restaurantes

Cardápio digital: como criar um e quais as vantagens

Equipe TOTVS | VENDAS | 04 julho, 2022

O cardápio digital é uma ferramenta essencial para qualquer empreendedor do ramo alimentício. 

Afinal, não tem como ignorar o fato de que, hoje, os pedidos de delivery e compras online fazem parte da rotina das pessoas, tornando-se um hábito para uma grande parcela da população.

Com essa opção de digitalizar o menu do seu restaurante ou lanchonete, seu negócio se torna ainda mais competitivo e a experiência do cliente é potencializada, seja para consumo no local, take away ou delivery.

E com clientes mais satisfeitos, a chance de aumentar as vendas e fidelizar esse público só cresce, não é mesmo?

Se você ainda não adotou essa ferramenta para melhorar ainda mais o atendimento aos clientes e aumentar as vendas do seu restaurante, veja neste guia todas as vantagens e como criar uma carteira digital para o seu negócio.

O que é cardápio digital? Quais são suas principais funções?

Cardápio digital é uma ferramenta tecnológica utilizada em diversos bares e restaurantes no Brasil e no mundo com o objetivo de facilitar o acesso e interação dos clientes com a lista de bebidas e pratos ofertados pelo estabelecimento.

Graças à praticidade dessa aplicação, diversos negócios têm optado por usar dispositivos móveis para que seus clientes escolham quais serão seus pedidos com mais autonomia e flexibilidade.

Além de trazer eficiência e rapidez para a operação do restaurante, essa ferramenta também se destaca por melhorar a experiência do cliente.

Basta pensar no seguinte exemplo: imagine que você está se programando para realizar um almoço ou jantar especial em um restaurante novo e ainda não conhece o cardápio.

Não é muito melhor poder ter o acesso digital à tabela de pratos e preços antes mesmo de sair de casa ou de solicitar a aproximação de um atendente? 

Assim, você faz a sua escolha com mais tempo e flexibilidade, conferindo o item que mais lhe agrada.

Para o restaurante, também existem várias vantagens. Além de facilitar o trabalho dos atendentes e dos próprios clientes, essa solução se mostrou uma opção muito importante no período de pandemia de COVID-19.

Diante das diretrizes que, a princípio, tinham como ordem priorizar o distanciamento social e higienização das mãos, o uso de cardápios digitais também foi uma solução eficiente para evitar que o cardápio impresso fosse compartilhado entre as pessoas, passando de mãos em mãos. Afinal, os restaurantes costumam ter uma alta rotatividade.

cardápio digital

Como funciona o cardápio digital?

Existem diferentes tipos de cardápios digitais e cada alternativa funciona a partir de características que variam. 

Por exemplo, existem cardápios que são de acesso via QR Code, por aplicativo, pelo site da empresa ou totem de autoatendimento. Há ainda uma solução simples e bastante utilizada por empreendedores pequenos: cardápio virtual compartilhado via Whatsapp.

Sendo redundante, em resumo, funciona da seguinte forma: para ser um cardápio digital, o estabelecimento deve tornar o acesso dos itens de pedidos em cadastro digital, independente de ser por um cardápio em um painel administrativo integrado ou em diferentes dispositivos. 

No caso dos sistemas para cardápios digitais, a empresa deve criar um cadastro para registrar todos os itens, detalhando as informações, como categorias, preços, ingredientes, quantidade etc.

Existem sistemas que permitem criar diferentes versões de cadastro, para adequar melhor aos restaurantes e bares que trabalham com cardápios diferentes em cada dia da semana. 

Para ficar fácil de entender, basta lembrar do clássico exemplo dos restaurantes que na quarta-feira e sábados oferecem feijoada como prato especial.

Após todas essas configurações e ativação do cardápio, ele fica disponível para os clientes, facilitando as compras.

Um panorama sobre o uso da tecnologia no food service

O uso da tecnologia para melhorar a gestão e atendimento em empresas de food service não é uma novidade, mas o cardápio digital passou a entrar em destaque especialmente nos últimos anos, diante do cenário de pandemia.

Com a urgência de adequar os serviços aos protocolos de higiene e distanciamento social, muitas empresas buscaram pelo uso de uma solução digital para continuar mantendo as portas abertas para atender ao público.

Nisso, entram as várias alternativas de menu digital que permitem que o consumidor faça seu pedido sem precisar de uma interação próxima com os atendentes, ou ainda, a opção de fazer o pedido sem sair de casa.

Para termos uma noção do crescimento do delivery nesses últimos tempos, podemos olhar para alguns números.

Segundo dados da Abrasel (Associação de Bares e Restaurantes), o Brasil foi responsável por quase 50% dos pedidos realizados em aplicativos de delivery na América Latina em 2020.

Outra fonte que fala da mudança de hábitos do consumidor é a pesquisa O Futuro do Food Service, feita pela Fispal Food Service, que mostra qual foi a recepção do público nessa troca do menu físico pelo digital.

De acordo com essa pesquisa, o público está dividido, pois 47% das pessoas preferem a versão digital, 21% preferem a opção de cardápio físico e 32% são indiferentes.

Os 47% que optam pelas versões digitais relatam os seguintes pontos pela preferência: maior higiene, praticidade, rapidez, sustentabilidade, descrição detalhada e fotos de qualidade.

Conheça os tipos de cardápios digitais

São várias as opções de cardápios digitais que podem ser criados para melhor atender às necessidades do seu food service. Veja quais são e as principais características:

Board menu tradicional

O board menu tradicional é uma opção simples e bastante eficiente para restaurantes e bares com atendimento no local. 

Geralmente, trata-se de um quadro instalado em uma parede ou ponto estratégico do estabelecimento, em que as opções e valores de cada prato são exibidas.

Sabe quando você vai realizar algum pedido em uma lanchonete ou grande rede de fast food e um painel, logo atrás do atendimento, fica atualizando as opções de lanches e bebidas? Esse é o modelo mais comum de board menu tradicional.

Cardápio digital em tablet

O cardápio em tablet segue a mesma proposta do board menu tradicional, mas em um dispositivo menor, normalmente posicionado em bancadas ou balcões do estabelecimento.

A grande vantagem desse modelo é apostar em descrições elaboradas e fotos atrativas, além da possibilidade de interatividade para melhorar a experiência dos clientes.

Cardápio por QR Code

Essa alternativa representa a opção de acesso ao cardápio digital por meio de um código de barras que é lido via QR Code.

Existem várias formas de distribuir esses códigos QR Code pelo estabelecimento. Muitos food services deixam um código em cada mesa e também nos balcões de atendimento para facilitar o acesso.

Para conferir o cardápio, basta que o cliente utilize a câmera do celular para fazer a leitura do código.

Durante a pandemia, essa opção cresceu bastante entre os restaurantes, por ser uma forma de evitar o uso de menus físicos ou tablets.

Cardápio via aplicativo

Nessa alternativa, como o nome mesmo revela, os restaurantes criam um menu digital em um aplicativo.

Nem sempre esse aplicativo será exclusivo do restaurante.

Existem diversos apps de delivery que permitem que o restaurante divulgue seu cardápio para atrair clientes para os pedidos de delivery, como o iFood, Uber Eats e outros.

Por ser um formato de “hospedagem” do cardápio em apps terceiros, geralmente a empresa deve seguir o padrão estabelecido pelo aplicativo.

Leia também: Fluxo de vendas: o que é, vantagens e como montar

Totem de autoatendimento

O totem de autoatendimento é bastante semelhante ao uso do cardápio digital em tablet, mas a diferença é que esse terminal é conectado ao sistema de atendimento da loja, compartilhando o mesmo banco de dados de produtos e vendas.

Por isso, além de ser uma forma de visualizar todos os itens do estabelecimento, em algumas opções de totem, o cliente também consegue fazer a ordem e efetuar o pagamento, aguardando apenas a retirada do pedido.

Essa alternativa é bastante comum em redes de fast food e praças de alimentação.

Cardápio virtual

O cardápio virtual é a versão digitalizada do tradicional menu impresso disponibilizado no seu negócio. 

Aqui, o cliente terá as mesmas opções que em um cardápio físico, mas em uma versão que pode ser consultada via redes sociais, WhatsApp ou no site do estabelecimento.

Esse é o formato mais simples entre as opções, mas uma excelente alternativa para começar a modernizar o seu food service.

Também é uma ótima solução para empresas que atuam no sistema de cloud kitchen ou ghost kitchen, em que o foco é atendimento ao delivery ou retirada no balcão.

Cardápio digital integrado ao sistema de gestão

O cardápio digital integrado a um sistema de gestão é a solução mais moderna e completa, pois, além de permitir que o cliente visualize todos os itens do cardápio, ele também tem a opção de o cliente fazer o pedido e solicitar o atendimento.

Uma grande vantagem dessa alternativa é que todos os sistemas se tornam conectados, fazendo com que a cadeia de produção e gestão do food service se torne ainda mais eficiente.

Cozinha, salão, caixa e controle de estoque ficam ainda mais em sintonia para melhorar o atendimento e experiência do cliente.

Quais são os benefícios de ter um cardápio digital em seu estabelecimento?

Confira a seguir algumas das principais vantagens do cardápio digital:

  • Promove rapidez na escolha dos pedidos, facilitando  para os consumidores e funcionários do food service;
  • Diminui as chances de erros nos pedidos;
  • Proporciona mais flexibilidade para renovar o cardápio;
  • Reduz a necessidade de menus impressos, que precisam ser atualizados a cada mudança de preços e itens disponíveis no cardápio;
  • Não se tornam obsoletos, já que podem ser editados e atualizados;
  • Torna mais fácil para que clientes visitem com frequência o restaurante;
  • Permite a avaliação do atendimento em tempo real;
  • Possibilita a disponibilização de cardápio em outros idiomas.

Ou seja, em resumo, o cardápio digital oferece várias vantagens que vão muito além do controle de pedidos e promovem um atendimento mais rápido, eficiente e uma experiência única.

Além disso, também é mais fácil fazer a gestão do restaurante, pois o setor financeiro pode emitir cupons fiscais com mais facilidades e outras funcionalidades que só uma solução completa como o cardápio digital do Eleve Vendas oferece.

E as desvantagens?

Uma possível desvantagem do menu digital está em momentos em que consumidores vão até o restaurante, mas não levam um dispositivo com acesso à internet.

Clientes que não têm acesso à internet podem ficar impossibilitados de acessar o cardápio no site ou aplicativo da empresa, por exemplo.

Essa situação, no entanto, pode ser facilmente contornável com uma versão física do menu sempre disponível no estabelecimento.

De qualquer maneira, esses casos são a exceção à regra, pois, atualmente, praticamente todos os seus clientes vão poder aproveitar as vantagens do cardápio digital.

Como montar um cardápio digital?

Existem diversas formas de montar um cardápio digital. Dependendo do tipo de cardápio definido, o passo a passo de desenvolvimento muda bastante.

Contudo, existem dicas que valem para todas as alternativas, independente do formato. São elas:

  • Divida os produtos e itens disponíveis no seu food service em categorias, facilitando a organização do cardápio e experiência dos clientes;
  • Elabore descrições completas dos produtos, listando ingredientes dos pratos;
  • Sinalize a quantidade e indicação de consumo (serve quantas pessoas);
  • Indique o tempo de preparo e estimativa de entrega, no caso dos cardápios digitais em aplicativos de delivery;
  • Mantenha os preços atualizados;
  • Informe a localização do food service, horários de atendimento e meios de pagamentos;
  • Tenha cuidado com as fotos dos pratos e bebidas, sendo o ideal contar com o trabalho de um fotógrafo profissional para tornar seu menu ainda mais atrativo.

Em sistemas de gestão de vendas com cardápio integrado, é possível também configurar a divulgação das promoções de forma automatizada, além da possibilidade de criar diferentes versões de menus, considerando os itens ou serviços que mudam de acordo com o dia da semana.

Por fim, além de criar o cardápio digital, é importante divulgar essa funcionalidade aos clientes.

Para isso, seu negócio pode aproveitar estratégias de marketing em redes sociais, base de contatos por e-mail ou divulgar no próprio site.

Como criar um cardápio digital para Whatsapp?

Outra alternativa para facilitar a interação com os clientes é aproveitar o uso de aplicativos de mensagens, como o popular WhatsApp. 

Afinal, o WhatsApp é uma ferramenta poderosa para aumentar as vendas quando utilizado de maneira eficiente. 

As empresas de food service podem se beneficiar tanto do compartilhamento dos cardápios virtuais pelo app, como vimos acima, mas também existe a alternativa de criar um cardápio digital por meio do WhatsApp Business.

Essa versão, lançada em 2018, foi desenvolvida especialmente para atender às necessidades dos pequenos empreendimentos e gestores que usam a ferramenta para conversão e captação de clientes.

Nela, é possível criar catálogos dos produtos para divulgar os itens, preços e promoções.

Se você tem um restaurante, é possível criar as opções de pratos disponíveis, adicionar imagens e fazer o atendimento online.

É uma opção interessante, mas também existem desvantagens. Uma delas é que exige uma pessoa com foco no atendimento pelo aplicativo, para anotar os pedidos e fazer o atendimento ao cliente.

Ou seja, não é uma alternativa integrada ao sistema de vendas e com configurações automatizadas.

Cardápio digital: Dúvidas frequentes

Confira algumas dúvidas frequentes sobre cardápio digital para ficar ainda mais fácil implementar essa ferramenta no seu estabelecimento:

Existe algum cardápio digital gratuito?

Existem vários sites que oferecem essa configuração e plataformas gratuitas para a edição de imagens, em que você pode fazer um cardápio digital de forma gratuita para disponibilizar aos seus clientes.

Nessas plataformas, até mesmo quem não tem muita experiência com a edição profissional de imagens pode fazer um menu digital de acordo com as necessidades básicas da empresa.

No entanto, essas opções gratuitas não são completas, pois não oferecem tantas soluções quanto cardápios digitais profissionais, que, além de permitir a criação de um cardápio personalizado, também é integrado com outros sistemas de gestão e vendas, tornando a experiência mais completa.

Qual o preço de um cardápio digital?

Considerando somente uma versão digital do seu cardápio para ser visualizado pela internet, os custos variam bastante. Mas, de maneira geral, o investimento é moderado, incluindo os custos de contratação de um designer responsável pela elaboração da peça.

No entanto, se você busca uma solução mais robusta e integrada a outros sistemas de gestão, de forma a otimizar a operação do restaurante, então é preciso contratar um plano ou um sistema completo de gestão para food service.

Levando em consideração todas as outras vantagens em contratar um plano de cardápio digital, o custo-benefício é elevado, pois você vai conseguir atender a mais clientes em uma única noite, aumentando o lucro e a satisfação dos clientes. 

Qual o melhor cardápio online?

O melhor cardápio digital é aquele que consegue reunir o melhor custo-benefício para atender às demandas do estabelecimento e expectativas do cliente.

Uma excelente alternativa disponível no mercado é o cardápio que pode ser desenvolvido no sistema de gestão do sistema Eleve Vendas. Trata-se de uma solução completa e personalizável.

Assim, é possível oferecer um menu digital a seus clientes e organizar melhor todos os documentos envolvidos na gestão do restaurante.

Tenha seu cardápio digital com a Eleve!

Já imaginou como seria ter uma ferramenta completa de gestão de vendas com um cardápio digital integrado? Com o Eleve Vendas, seu food service tem todas essas funcionalidades reunidas em um único sistema.

Nessa solução, seu negócio tem todos os pedidos feitos em uma ferramenta digital e sincronizados direto ao PDV, facilitando todo o fluxo de preparo, ordem dos pedidos, assim como gestão de estoque e notas fiscais.

Deste modo, sobra mais tempo para focar na qualidade dos itens, na variedade do cardápio e no melhor atendimento ao cliente.

No vídeo abaixo, você conhece outras vantagens dessa solução para o seu estabelecimento.

Confira todas as vantagens do Eleve Vendas para o seu food service!

Conclusão

Montar um cardápio digital para o seu food service é uma alternativa simples para modernizar ainda mais o atendimento em seu estabelecimento.

Além de ser uma alternativa que melhora a experiência do cliente, também existem várias vantagens para o fluxo de gestão dos processos de um food service, que exige organização, agilidade e praticidade para evitar problemas, erros em pedidos e atrasos.

Se você deseja implementar essa solução no seu estabelecimento, confira agora mesmo como começar com o sistema Eleve Vendas.

Para mais dicas sobre como gerir sua empresa de maneira eficiente, continue acompanhando nosso blog!

Nova call to action

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.