recrutar talentos

Como recrutar talentos? Listamos 4 dicas para você montar uma equipe incrível

Equipe TOTVS | RECURSOS HUMANOS | 16 setembro, 2020

Saber como recrutar talentos para funções administrativas, gerenciais e operacionais em uma pequena empresa é fundamental. Isso porque ela não conta com o volume de recurso financeiro disponível para aplicar em processos de seleção que uma companhia média ou grande tem. Logo, atrair os melhores talentos do mercado se torna um grande desafio, especialmente em um segmento em que a mão de obra qualificada é escassa.

Outra grande questão é a falta de proatividade na hora de buscar talentos. Foi o que apontou a pesquisa “The 33 most recruited jobs”, da rede social profissional LinkedIn. Nela, somente 11% dos gerentes de contratação e profissionais de talentos indicaram serem proativos para contratar talentos por demanda. 48% eram reativos, ou seja, só contratavam quando havia urgência nisso.

Logo, se você está na mesma situação, é preciso mudar essa visão para tornar a empresa mais atrativa aos profissionais. Adiante, falaremos mais sobre como destacá-la para os talentos do seu mercado. Continue lendo e confira!

Aspectos para avaliar antes do recrutamento

Antes de começar um processo de recrutamento, é fundamental analisar aspectos internos e externos ao seu negócio que afetam o seu grau de atração. Veja alguns dos principais a seguir.

Os valores e a cultura da sua empresa

Dificilmente um funcionário permanecerá muito tempo produtivo e satisfeito em uma empresa com valores diferentes dos dele, ou com uma cultura à qual ele não se adapta. Portanto, é essencial reforçar esses aspectos na hora de contratar, a fim de atrair pessoas com visões semelhantes sobre esses pontos.

Também é preciso adotar compliance mesmo que o seu negócio seja pequeno. Em outras palavras, isso significa investir em um grupo de disciplinas que assegura o cumprimento de leis, normas e regulamentações da empresa e da sociedade, visando à preservação da ética organizacional e de valores morais corporativos. 

Tipo de perfil ideal para a vaga em questão

É importante traçar um perfil ideal para cada vaga do seu negócio. Desta forma, você poderá ser mais preciso no recrutamento, atraindo um profissional mais compatível com as funções do cargo e que tenha valores semelhantes aos da empresa. Isso contribui para reduzir o índice de rotatividade de colaboradores, conhecido como turnover.

Condição atual do mercado

É fundamental verificar a situação em que o seu segmento se encontra em relação aos profissionais necessários, ou seja, se há oferta ou escassez de mão de obra qualificada. A título de curiosidade, a pesquisa apontada acima listou as profissões mais recrutadas entre abril de 2017 e abril de 2018.

A classificação geral foi dominada por Engenheiro de DevOp, Executivo de Contas Corporativas e Engenheiro de Front-end. Se você procura um desses profissionais, aplicar as dicas deste artigo pode ser essencial para atraí-los em um mercado que está buscando bastante por eles.

4 dicas para recrutar talentos para a sua empresa

1. Aproveite redes sociais como LinkedIn

É essencial utilizar a tecnologia para melhorar os seus processos de captação. Neste ponto, vale a pena utilizar a maior rede social profissional do mundo, que já conta com mais de 645 milhões de usuários, espalhados em 200 países e territórios.

O seu diferencial é que ela coloca em destaque currículos e informações profissionais dos candidatos, tornando mais simples o recrutamento deles. Há recursos gratuitos e pagos para isso. Um deles possibilita colocar anúncios de uma vaga na frente dos perfis mais relevantes para ela.

A rede ainda disponibiliza ferramentas avulsas que utilizam dados do LinkedIn, como o Talent Insights. Essa solução permite descobrir de onde a concorrência está recrutando, quais habilidades serão necessárias no futuro do negócio, como a equipe está em comparação às da concorrência etc.

2. Conecte-se a headhunters

Existem recrutadores especializados na busca e na seleção de profissionais talentosos chamados de headhunters, algo como “caçadores de cabeças”. A grande vantagem é que eles podem encontrar os melhores trabalhadores em um setor, simplificando todo o processo de busca por colaboradores qualificados.

3. Ofereça um desenho claro do cargo e das possibilidades de crescimento

A falta de entendimento sobre o cargo pode ocasionar a desistência de profissionais em um processo seletivo. Portanto, lembre-se de deixar bem claro o que será exigido do novo funcionário e, inclusive, os ganhos financeiros da vaga.

Também explique as possibilidades de crescimento na empresa, pois profissionais de alto desempenho costumam focar nisso para progredirem em suas carreiras. Se você quer atrair os melhores, precisa mostrar a eles que, no seu negócio, eles poderão evoluir profissionalmente. Mesmo que seja uma pequena empresa, dá para deixar claro que, à medida que ela se expandir, os colaboradores também poderão crescer com ela.

4. Desenvolva um ambiente organizacional atrativo

É preciso listar ações que podem ser empregadas no seu negócio a fim de torná-lo mais atraente para talentos. Veja, por exemplo, se é possível adotar processos que podem agradar aos funcionários, como a possibilidade de fazer home office (trabalhar em casa).

Empresas de tecnologia ou de comunicação também conseguem se tornar mais atrativas ao oferecerem ambientes organizacionais descontraídos, com entrega de lanches e instituição de opções de lazer (mesa de sinuca, games, espaço para sonecas após o almoço etc.). É interessante ver se algo assim pode ser implantado na sua organização.

Lembre-se de que um funcionário satisfeito com o trabalho tende a aumentar em 20% sua produtividade. Portanto, investir em qualidade de vida para os seus colaboradores não só pode servir de chamariz para talentos de fora, como também melhora o desempenho deles.

Retenção de talentos: continue o investimento e o acompanhamento da sua equipe

O trabalho não pode parar só na atração dos talentos, pois a retenção deles também é importante. Além de investir na qualidade de vida, realize levantamentos a fim de identificar o que motiva colaboradores a pedirem demissão e estabeleça abordagens para solucionar esses motivos. É fundamental reduzir o turnover do seu negócio para evitar:

  • gastos com treinamento de novos funcionários;
  • sobrecarga dos colaboradores que ficam até a contratação de novos profissionais para os postos vagos;
  • perda de capital intelectual importante para o negócio;
  • passar uma imagem negativa para o mercado, o que pode afugentar bons profissionais de tentarem uma vaga na sua empresa.

Não se esqueça de montar um bom planejamento com as ações mencionadas e, se possível, busque uma solução de gestão que ajude a organizar o recrutamento e a seleção de talentos. Isso poderá facilitar o controle dos resultados desses processos. Por fim, saiba que aprender como recrutar talentos é essencial para toda empresa que deseja crescer com maior segurança e uma boa base de capital intelectual.

Quer mais dicas como essa para otimizar o seu RH? Continue acompanhando o nosso blog!

home office linkedin processo de recrutamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *