regime de caixa

4 comportamentos que você deve abandonar para fazer sua empresa crescer

Equipe TOTVS | NEGÓCIOS | 15 janeiro, 2021

O empreendedorismo é um dos temas mais discutidos e estudados no mercado brasileiro atual. Com a transformação digital pela qual estamos passando, as oportunidades são muitas. Quem é capaz de alcançá-las pode se destacar no setor em que atua. Entretanto, fazer a empresa crescer é um desafio que exige tomadas de decisão estratégicas.

Por mais que o cenário seja favorável, é comum vermos empresas cometendo erros que comprometem o desenvolvimento do negócio. Ainda assim, é possível adotar algumas práticas que ajudam a impulsionar o crescimento almejado.

Neste post, mostraremos qual é o cenário atual para o empreendedor brasileiro, quais são os erros que ele deve evitar e quais caminhos podem ajudá-lo a ter sucesso em suas iniciativas. Confira!

O crescimento das empresas no Brasil

Empreender é uma prática de grande relevância para o mercado brasileiro. O estudo Panorama dos Pequenos Negócios, realizado pelo SEBRAE em 2018, mostra que os pequenos negócios representam 98% do número de empresas do Estado de São Paulo, sendo responsáveis por 50% dos empregos.

Para complementar, esses empreendimentos geram cerca de 27% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Ainda assim, segundo o mesmo estudo, em torno de uma a cada quatro empresas do setor de serviços fecha antes de completar dois anos de existência.

O motivo? Em geral, estamos falando de profissionais de uma área específica que, para dar início ao funcionamento do negócio, assumem tanto o papel de executor da atividade quanto administrador da própria empresa. Com isso, acabam por falhar em alguns pontos cruciais da gestão.

Tendo isso em vista, mostraremos a seguir os principais erros que você deve evitar.

Nova call to action

Os 4 comportamentos que prejudicam a sua empresa

O primeiro passo para colocar o negócio nos trilhos é identificar pontos que podem prejudicar o seu funcionamento e tratá-los com rapidez e eficiência. Nesse sentido, é importante começar com um olhar sobre a estratégia adotada.

1. Falta de um plano de negócios

Toda empresa deve começar a sua operação por um planejamento detalhado que aponte os seus objetivos e como alcançá-los. O plano de negócios é a ferramenta que direciona as ações do dia a dia, tanto em nível operacional quanto de gestão.

Não basta simplesmente se colocar à disposição no mercado e abraçar o maior número possível de clientes — é essencial traçar metas para fidelizá-los e estruturar o crescimento da empresa.

2. Má gestão financeira

Um dos erros mais comuns é a falta de uma gestão financeira adequada. Em muitos casos, o administrador mistura as contas da empresa com as pessoais — e isso costuma custar caro. Manter as contas em dia é tão importante quanto ter uma estimativa de gastos para poder planejar os próximos meses, e a falta de controle do dinheiro pode desmantelar quaisquer planos de crescimento.

3. Má gestão de pessoas

A falta de motivação da equipe pode levar um empreendimento ao fracasso. Por mais que haja uma perspectiva de crescimento junto à empresa, é fundamental que os profissionais sintam que isso é uma possibilidade tangível. O erro está em investir somente no marketing externo e não valorizar os colaboradores no dia a dia.

A produtividade depende diretamente do engajamento das equipes nos objetivos da empresa — e ignorar isso pode gerar impactos negativos na qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

4. Não se adequar às novas demandas

A nova geração de consumidores não pode ser manipulada para se adequar aos produtos e serviços que as empresas oferecem. Com a forte competitividade atual, são os empreendedores que devem identificar as necessidades das pessoas e tornarem essas informações um diferencial perante a concorrência.

Oferecer mais do mesmo pode ser algo que se sustenta por algum tempo, mas tende a virar prejuízo conforme os clientes perdem a sensação de que aquilo é uma novidade.

Dicas para fazer a empresa crescer

Os erros, como você pôde ver, não são difíceis de serem identificados. No entanto, a solução pode não parecer tão simples. Por isso, mostraremos ponto a ponto como agir de forma acertada e garantir bons resultados.

Tenha um planejamento financeiro

Toda empresa deve ter máximo controle sobre o seu capital. Por isso, estabeleça um planejamento para organizar as informações de custos operacionais, folha salarial e despesas em geral. Lembre-se de registrar compras e vendas, além de armazenar os respectivos documentos (notas fiscais, por exemplo) para evitar divergências no final do mês.

Estabeleça metas

Metas são a melhor estratégia para buscar o crescimento almejado. No entanto, busque estabelecê-las com base na capacidade real da empresa — não adianta exigir de um profissional o dobro do que ele é realmente capaz de oferecer. Além disso, lembre-se de estabelecer metas também para ações de gestão estratégica como a redução de custos, o investimento em marketing, a conquista de novos clientes etc.

Desenvolva parcerias

Parcerias podem atrair clientes com rapidez e baixo custo. Para desenvolvê-las, entretanto, é preciso antes conhecer o mercado ao seu redor, o que inclui clientes, concorrentes e parceiros em potencial. Quando o público-alvo é o mesmo, duas empresas podem se beneficiar de uma parceria para compartilhar material de marketing, por exemplo.

Conheça a fundo o seu cliente

Empresas disruptivas são aquelas que conhecem profundamente os seus clientes, o que inclui os seus hábitos e as suas preferências. Com essas informações, elas se adaptam e oferecem um produto ou serviço único, personalizado, com atendimento de qualidade e facilidade na compra.

Para tanto, é fundamental estabelecer a presença no meio mais acessível de compra: a internet.

Invista em inovação

Muitos empreendedores acreditam que inovar significa investir pesado em tecnologias feitas para grandes empresas. No entanto, a jornada digital nos mostra que o cenário é extremamente favorável para pequenos e médios negócios, desde que tenham o foco determinado corretamente.

O conceito de inovação, aqui, se refere à busca por novas formas de crescer. Isso pode ser feito de diferentes maneiras, como reduzindo custos operacionais. A adoção de um chatbot para automatizar o atendimento ao cliente é um bom exemplo disso: trata-se de um robô virtual com Inteligência Artificial que tira dúvidas e agiliza a comunicação interna e externa da empresa.

Além da implantação de soluções digitais, outro caminho possível é identificar as demandas dos clientes para oferecer uma nova experiência. Isso exige aprofundar as relações com as pessoas, seja por meio do marketing ou do pós-venda. Mais do que o simples produto, você gera uma identificação dos clientes com a sua marca, algo que nenhum concorrente pode oferecer.

Indo além, ideias disruptivas podem levar até mesmo à geração de novos mercados. No entanto, isso jamais deve ser feito com tiros no escuro — captar e processar dados de redes sociais, por exemplo, ajuda a entender o comportamento do consumidor e entregar uma experiência única.

Como você pôde ver, são medidas que partem das demandas dos clientes e exigem adaptação. Evitando as falhas e atuando de forma estratégica, os resultados tendem a vir rapidamente. Então, coloque essas dicas em prática para abraçar as oportunidades e fazer a sua empresa crescer ainda mais!

Se gostou do post, veja também como organizar o seu ambiente de trabalho para aumentar a produtividade.

Aproveite para conferir também o episódio da série Descomplicando, em nosso canal no YouTube, em que explicamos como fazer o planejamento anual da sua empresa!

https://www.youtube.com/watch?v=cZuUpRRcdr8
Gestão Financeira plano de negócios pos-venda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *