como administrar uma pequena empresa

Como administrar uma pequena empresa: fuja de 10 erros de gestão

Equipe TOTVS | NEGÓCIOS | 31 março, 2021

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae indicou que os pequenos negócios foram responsáveis por 75% dos empregos formais em janeiro de 2021. As micro e pequenas empresas geraram 195,6 mil vagas de trabalho, resultado que representa quase o dobro do mesmo mês de 2020. Mas, é preciso ter em mente que, para que seja bem-sucedida, lucrativa e gere empregos, qualquer empresa precisa ser muito bem gerida.

Por isso, se você tem ou pretende abrir um negócio, deve saber como administrar uma pequena empresa e conhecer os principais erros de gestão neste processo, para saber como evitá-los. É exatamente o que te mostramos a seguir. Continue acompanhando o artigo!

Nova call to action

1. Falta de planejamento

Muitas microempresas surgem de uma ideia diferenciada do empresário ou da necessidade de ter uma renda. Nesses casos, as ações são realizadas por impulso e paixão, sem um plano estratégico de negócio.

Esse é um grande erro do empreendedor. É necessário elaborar um planejamento antes de iniciar a atividade.

Esse documento conterá as estratégias que serão adotadas, as metas em curto, médio e longo prazo e um estudo do público consumidor.

O negócio precisa vender produtos ou serviços que atendam às necessidades das pessoas. Afinal, nenhuma empresa sobrevive apenas porque o gestor gosta de trabalhar.

Esse planejamento também deve apresentar o orçamento disponível.

O valor precisa arcar com os custos envolvidos na abertura do negócio, a compra de produtos, o salário de funcionários e outras despesas eventuais.

Também é necessário sobrar recursos para manter as atividades enquanto a empresa não tem lucro.

2. Desorganização financeira

Quando o assunto é como administrar uma pequena empresa, um dos grandes erros de gestão é a falta de organização financeira.

Essa prática pode levar as contas da empresa ao vermelho. O empreendedor precisa acompanhar os recursos que entram e saem de caixa, ter conhecimento total de seus custos e da margem de lucro.

O gestor deve compreender quais são os tributos que incidem sobre os seus produtos e a sua atividade, quais são os encargos trabalhistas e demais impostos a serem pagos.

O ideal é buscar a ajuda de um contador para compreender esses conceitos. O profissional ainda poderá orientá-lo sobre o regime tributário mais adequado para o negócio.

Também é essencial monitorar as finanças diariamente. Esse controle pode ser feito com o uso de um software de gestão.

O importante é utilizar uma ferramenta fácil e eficiente, e não se esquecer de registrar todas as vendas e despesas.

Outra dica importante: jamais misture as contas pessoais com as do negócio. Essa confusão integra um dos principais erros dos gestores e prejudica muito o controle financeiro.

3. Ausência de gestão de estoque

O gerenciamento eficaz do estoque também é fundamental para o sucesso da empresa.

É preciso saber quantos produtos entraram e o que foi vendido. Só assim será possível identificar quando é necessário solicitar mais itens ao fornecedor.

Esse controle também evita furtos de funcionários ou clientes, pois eles percebem quando o gestor não tem conhecimento sobre o negócio.

Quem trabalha com produtos perecíveis precisa ter uma atenção muito maior ao estoque. Afinal, não é possível vender mercadorias vencidas.

O gestor que acompanha o estoque consegue criar promoções para eliminar os produtos antes da data de vencimento.

Esse é um exemplo do que acontece em grandes supermercados, pois eles querem garantir ao menos o pagamento do custo do produto.

Nova call to action

4. Dependência de um fornecedor

Contar apenas com um fornecedor é um grande risco. Essa dependência diminui a capacidade de negociação e também pode gerar dificuldades com o abastecimento de mercadorias.

Já imaginou se o fornecedor não controla direito o seu estoque, promete uma data de entrega e não cumpre? O estabelecimento ficará sem produtos para vender.

Portanto, procure conhecer os principais fornecedores do mercado e negocie preços. Principalmente se a empresa decidir pagar a compra à vista.

5. Pouca ou nenhuma divulgação da marca

Qualquer negócio, seja ele pequeno ou grande, precisa investir em divulgação. Aqui vale o ditado popular “quem não é visto, não é lembrado”.

Atualmente, há ferramentas online para anunciar a marca que não geram muito custo para o empreendedor.

O Instagram, por exemplo, permite a criação de uma conta comercial e a divulgação de anúncios pagos. Eles podem ser direcionados para o perfil do cliente.

A plataforma já é usada por muitas marcas para atrair e reter consumidores. Você pode divulgar fotos dos produtos, anunciar promoções, compartilhar conteúdos relevantes e atrair a atenção do seu público-alvo.

Use a criatividade, acompanhe os concorrentes e as principais marcas do mercado para ter ideias para o negócio. Só não é possível ficar parado!

6. Falha na gestão de pessoas

A rotatividade de funcionários em uma empresa é uma característica negativa. Isso gera custos com admissão e demissão de profissionais e treinamentos constantes.

Uma maneira de evitar esse problema é investir na gestão de pessoas. Oferecer uma remuneração compatível com o mercado, criar planos de carreira e cuidar na hora de selecionar os profissionais são estratégias importantes.

Procure a ajuda de uma empresa especializada se você tem dúvidas sobre qual é o perfil do colaborador ideal. Profissionais de recursos humanos sabem avaliar a capacidade técnica e emocional para o trabalho.

7. Ausência de metas e prazos

As metas e os prazos ajudam a impulsionar a empresa para o sucesso. O cliente precisa receber o seu produto em um período específico. Caso contrário, ele desistirá da compra.

Imagine um restaurante que demora uma hora para entregar um almoço.

Se a pessoa tem que voltar ao trabalho depois, ela provavelmente sairá sem comer. O profissional que trabalha na cozinha precisa ter experiência para elaborar o prato em alguns minutos.

8. Descontrole na retirada de recursos dos sócios

Ter sócios no negócio pode ser muito bom para compartilhar opiniões e tarefas. Contudo, é necessário determinar um valor mensal de retirada. Se os recursos ficarem sempre disponíveis, a empresa irá à falência.

Também é fundamental avaliar muito bem quem serão os sócios.

Nem sempre amigos ou parentes são as melhores opções, pois é muito comum as pessoas confundirem as relações empresariais com as pessoais.

É necessário que os parceiros compartilhem os mesmos objetivos e tenham formações técnicas complementares, pois isso agrega conhecimento ao negócio.

9. Decisões por impulso

As decisões por impulso e sem o conhecimento de dados precisos também integram os principais erros de gestão.

O empreendedor não pode decidir comprar um novo equipamento sem saber se tem condições de pagá-lo, por exemplo.

Qualquer ação precisa ser pensada e planejada, pois ela gera um impacto no futuro. Um investimento errado pode retirar toda a margem financeira que a empresa tinha para emergências.

10. Não inovar

Não importa se o negócio está começando ou se existe há bastante tempo. O gestor precisa acompanhar as tendências de mercado e inovar. É essa característica que ajudará a empresa prosperar, mesmo em tempos de crise.

Essa inovação pode ser feita de várias maneiras: um atendimento diferenciado, o uso de determinada tecnologia — como um software de gestão integrada —, uma apresentação elaborada de um prato, a criação de uma temática diferenciada no ambiente.

Fazer pesquisas sobre o que acontece no Brasil e no mundo pode ajudá-lo a definir uma estratégia inovadora.

Enfim, esses são os principais erros de gestão das empresas. Ao evitar essas questões, você terá maiores chances de fazer o negócio prosperar!

Você já cometeu algum erro desses? O que fez para contornar a situação? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência!

Aproveite também para conferir o nosso artigo sobre indicadores de desempenho financeiro.

E conheça o método 5S em mais um artigo incrível que preparamos!

gestão de estoque planejamento financeiro software de gestao

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *