Ponto de equilíbrio: Entenda importância e como calcular

Equipe TOTVS | FINANCEIRO | 24 fevereiro, 2022

O ponto de equilíbrio é um indicador muito importante usado para avaliar a saúde financeira de uma empresa.

Ele ajuda a entender qual a quantidade ou volume mínimo de faturamento que a empresa precisa ter para não ficar no prejuízo.

Muitas pessoas conhecem esse conceito também como ponto zero, por ser o estágio da empresa em que ela conseguiu vender o suficiente para bancar todos os custos fixos e variáveis, mas ainda não está gerando lucros.

Se você deseja entender mais sobre o que é ponto de equilíbrio e seus tipos, continue a leitura!

O que é o ponto de equilíbrio?

O ponto de equilíbrio é um indicador que mostra o quanto a empresa precisa vender de produtos ou serviços para que a receita seja o suficiente para pagar todos os custos e despesas fixas e variáveis.

Esse indicador é importante para entender se a empresa está operando de forma segura, mas ainda não indica que o negócio está gerando lucros. 

Ou seja, é o ponto em que a empresa só está gerando receita o suficiente para pagar todas as suas contas, mas ainda não está resultando em lucros para o fundador e seus sócios.

Por ser o estágio em que os custos se igualam às receitas, o ponto de equilíbrio também é conhecido como ponto zero,  ponto de ruptura ou, no termo em inglês, break even point.

Para que serve o ponto de equilíbrio?

O ponto de equilíbrio é um indicador usado como uma ferramenta de gestão financeira e serve para ajudar a empresa a identificar qual deve ser o volume mínimo de faturamento para não operar no vermelho.

Isto é, ao encontrar o ponto de equilíbrio, a empresa saberá com maior precisão qual deve ser a quantidade de produtos e serviços vendidos para bancar todos os custos e despesas, tanto fixas como variáveis.

E, a partir desse ponto zero, é possível verificar qual a quantidade de novos produtos vendidos que vão gerar lucro para a empresa.

Assim como a margem de contribuição, esse indicador é simples e fácil de calcular, mas também é fundamental para entender quais as necessidades do empreendimento para conseguir gerar mais lucros e alavancar a empresa.

O ponto de equilíbrio, ao lado de outros indicadores, também ajuda a empresa a entender em quais processos ou etapas de operação é possível economizar recursos ou até mesmo entender se a precificação de venda dos produtos ou serviços está correta.

Qual a importância de analisar o ponto de equilíbrio?

A análise do ponto zero é importante para que o empreendedor saiba, exatamente, o quanto precisa ganhar para que todas as suas despesas sejam quitadas. 

Ao identificar que a empresa está longe desse valor, por exemplo, ele poderá avaliar quais melhorias podem ser feitas para aumentar a produtividade e eficiência nas vendas. 

Consequentemente, o ponto de equilíbrio também torna-se importante para a precificação dos produtos e serviços, definição de novas metas e objetivos para a empresa, além de análise dos lucros.

Precificação dos produtos

A etapa de precificação de um produto ou serviço envolve a análise de diversos fatores, como concorrência, competitividade no mercado, custo de produção, matéria-prima, margem de lucro etc.

O cálculo usado para precificação normalmente segue a seguinte lógica:

Custos + Despesas + Lucro = Preço de Venda

Mas, além de levar em conta esses indicadores, também é fundamental considerar o ponto de equilíbrio, pois é ele quem indicará qual deve ser a quantidade necessária de venda para que a empresa não tenha prejuízos.

Definição de metas

Esse indicador também pode ser usado como referência para definir novas metas e objetivos para aumentar a produtividade e sucesso nas vendas.

Também é uma ferramenta interessante para considerar trabalhar com mais variedades de produtos, por exemplo, já que cada produto pode ter uma margem de lucro diferente de acordo com o volume de vendas.

Usando o ponto zero como métrica, o empreendedor pode ter mais facilidade para decidir quais serviços ou produtos priorizar em estratégias como promoções e campanhas.

Análise de lucros

Por fim, esse indicador se destaca por ajudar a analisar a lucratividade da empresa.

Mesmo se tratando de um cálculo simples, é uma maneira efetiva de confirmar se a empresa realmente está conseguindo obter resultados mais satisfatórios, como aumento da produtividade e vendas.

Isso pode chamar a atenção para novos investidores e sócios, que podem entrar com ainda mais capital financeiro para impulsionar os negócios.

Quais são os principais tipos de ponto de equilíbrio?

Existem três tipos principais de ponto de equilíbrio. Conceitualmente, eles possuem várias semelhanças, mas o cálculo se difere de acordo com o que cada tipo representa.

Ponto de equilíbrio contábil

Também conhecido como ponto de equilíbrio operacional, esse é o tipo que representa o momento da empresa no qual o lucro é zero.

Todos os valores gerados pela receita da empresa na venda de produtos e serviços são equivalentes aos custos, despesas e impostos.

Para avaliar o equilíbrio contábil, a empresa deve dividir os custos e despesas fixas pela margem de contribuição.

Assim, é possível chegar ao valor necessário para igualar os gastos e passar a começar a ter o desejado lucro.

Ponto de equilíbrio financeiro

O ponto de equilíbrio financeiro é parecido com o contábil, mas a diferença é que esse tipo exclui da conta depreciações e despesas que a empresa não precisa desembolsar, mas que serão contabilizadas no Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Isso significa que nesse cálculo o que importa são os custos para manter a empresa, como despesas operacionais e administrativas.

Nesse sentido, o ponto do equilíbrio financeiro é semelhante com o EBITDA, que representa os lucros antes de amortizações, juros, depreciações e impostos.

Ponto de equilíbrio econômico

Esse é um indicador um pouco mais complexo que os dois exemplos anteriores, pois nele é necessário adicionar o custo de oportunidade ao cálculo. 

Esse custo considera qual seria a margem de lucro que alguém poderia ter na hipótese de ter investido em outro fundo de investimento ou negócio.

O negócio visado precisa gerar resultados iguais ou superiores ao preterido pelo investidor ou empresário.

Ou seja, o ponto econômico considera o custo de oportunidade, não focando apenas nos custos.

Como calcular o ponto de equilíbrio?

O ponto de equilíbrio é calculado por meio de uma fórmula e, geralmente, sob a forma percentual da receita projetada.

Antes de ver a fórmula e também um exemplo prático de como funciona a conta, entenda os fatores considerados a seguir.

Fatores a se considerar: despesas fixas e margem de contribuição

Para calcular o ponto de equilíbrio, é necessário entender alguns conceitos que serão utilizados na fórmula.

O principal deles é a margem de contribuição, que representa o valor da receita com a subtração dos custos variáveis.

Ou seja, a quantia que sobra da receita após o pagamento de todas as despesas.

Para chegar nesse valor, é possível usar as seguintes fórmulas abaixo:

Margem de Contribuição = Receita – Custo Variável

ou

MC = Valor de Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

São despesas variáveis os valores pagos quando uma venda é realizada, como impostos sobre vendas e comissões.

Os custos variáveis, por outro lado, mudam de acordo com o segmento das empresas (Comércio, Indústria ou Serviços) e incluem gastos como valor de produção, matéria-prima, ferramentas, maquinários e todos os custos para produção e venda.

Já as despesas fixas são os custos que não têm relação direta com a produção do serviço ou produto vendido.

Ou seja, independente do aumento na produtividade de fabricação ou de vendas, as despesas fixas não se alteram, pois são despesas previstas dentro do planejamento do negócio.

São exemplos de despesas fixas: aluguel, contas de energia, internet, gastos com softwares etc.

Ponto de equilíbrio: Fórmula

Para calcular o ponto de equilíbrio (PE) contábil, é ppossível seguir a seguinte fórmula substituindo pelos valores correspondentes:

PE = (Custo fixo / (Receita – Custo Variável)) x 100

ou

PE = (Custos e despesas fixas ÷ Margem de contribuição) x 100

Interpretando o resultado do cálculo

Na lógica do ponto de equilíbrio, quanto mais baixo o resultado, menos arriscado é a situação da empresa. 

Além disso, quanto menor o resultado, significa que a empresa tem uma relação alta de custos com operação (custos variáveis) e menos com manutenção.

Nesse sentido, significa que ela está conseguindo se manter competitiva e com boa rentabilidade. 

Ponto de equilíbrio: Gráfico

ponto de equilíbrio gráfico

Esse indicador também pode ser compreendido por meio de uma representação gráfica. A partir de um gráfico, é possível entender em que momento a empresa consegue igualar a soma de todas as despesas fixas e variáveis ao faturamento.

Neste ponto, todos os produtos ou serviços vendidos começam a contar como geração de lucro para a empresa.

A dinâmica do gráfico compara a relação do lucro de receita versus a quantidade.

No gráfico, a empresa deve traçar a linha de crescimento de custos totais e de receita. O momento em que receita e custos totais se encontram no gráfico é chamado de ponto de equilíbrio.

O que ultrapassar esse ponto em receita significa os lucros obtidos pela empresa.

Ponto de equilíbrio: Exemplos de aplicações na prática

Para entender o cálculo do ponto de equilíbrio, nada melhor que exemplos práticos, certo?

Por isso, separamos o exemplo abaixo para que você entenda como o conceito se aplica no dia a dia das empresas.

Imagine uma empresa especialista na venda de panelas que precifica seu produto em R$40 por unidade. Além disso, apresenta como custos e despesas fixas um valor de R$5 mil por mês. Já como custos e despesas variáveis (considerando mão de obra e matéria-prima), o valor de R$25 por unidade do produto.

Nesse exemplo, a margem de contribuição seria de R$15 (R$40 da receita – R$25 de despesas e custos variáveis).

Com a margem de contribuição, é possível calcular o ponto de ruptura, ou equilíbrio.

PE = R$ 5 mil de despesas e custos fixos / R$15 de margem de contribuição

Nesse exemplo, a empresa teria de vender 333 unidades de panelas para conseguir atingir o ponto zero sem ter prejuízo.

Ponto de equilíbrio: Dúvidas frequentes

Agora confira algumas dúvidas frequentes a respeito do ponto de equilíbrio!

Margem de contribuição e ponto de equilíbrio: qual a relação?

A margem de contribuição é também um dos mais importantes indicadores para avaliação do sucesso de uma empresa. 

Essa ferramenta se relaciona com o ponto zero, pois indica justamente qual deve ser a receita total da empresa para cobrir todas as despesas e, ainda por cima, gerar lucros.

Como vimos, na fórmula, é necessário aplicar a margem de contribuição.

Enquanto um indicador mostra que a empresa está conseguindo atingir um equilíbrio para não operar no vermelho, o outro aponta qual deve ser a margem para superar o ponto zero e atingir os lucros.

Como achar o ponto de equilíbrio em quantidade?

Para calcular o ponto de equilíbrio em quantidade, você terá de fazer uma conta um pouco diferente da fórmula do ponto de equilíbrio em valores.

Em vez de utilizar a porcentagem da margem de contribuição, você deve utilizar o próprio valor da margem de contribuição.

Então, a fórmula é basicamente a mesma: você deve dividir o valor das despesas fixas pelo valor da margem de contribuição.

Para ficar mais fácil, vamos utilizar um exemplo. Imagine que o valor das despesas fixas seja de R$5.000,00 (5 mil reais) e o valor da margem de contribuição seja R$ 6,00.

Nesse caso, teremos:

PE em quantidade = Valor das despesas fixas / Valor da margem de contribuição

PE em quantidade = R$5.000,00 / R$ 6,00

PE em quantidade = 833 unidades

Ou seja, para que a sua empresa consiga atingir o ponto de equilíbrio, então você terá de vender 833 unidades do produto.

Meu faturamento caiu, o que fazer para chegar ao ponto de equilíbrio?

Existem vários fatores que podem fazer com que o faturamento da empresa caia, como problemas na economia do país, por exemplo.

Quando a renda de uma empresa diminui, atingir o ponto zero pode se tornar uma tarefa muito mais complexa. Ao analisarmos a própria equação, podemos ver que existem, basicamente, duas soluções para reverter esse problema.

A primeira é aumentar o preço do produto, pois assim você consegue faturar mais vendendo menos e compensar as perdas.

Por sua vez, a segunda solução envolve encontrar maneiras de cortar os custos fixos e variáveis, pois assim você não terá de repassar o preço ao seu consumidor.

É possível calcular o ponto de equilíbrio online?

Sim. É possível calcular o ponto de equilíbrio da empresa online por meio de várias ferramentas gratuitas.

Entretanto, trata-se de uma operação matemática simples e bem fácil que você pode fazer com uma calculadora, papel e caneta.

Otimize a gestão financeira com a Eleve by TOTVS

Estar à frente da gestão financeira de uma empresa exige o controle de diversos processos e o domínio de vários conceitos, ferramentas, cálculos e indicadores.

Como vimos, o ponto de equilíbrio mostra que a empresa está no caminho certo. Ao atingir esse patamar, o empreendedor conseguiu achar um balanço entre custo de produção e custos de vendas, mas ainda há espaços para crescer ainda mais e obter lucros reais.

E, para sobrar mais tempo para agir de forma estratégica, é fundamental contar com a tecnologia para eliminar burocracias.

Com o Eleve Gestão, uma ferramenta completa de gestão financeira, a sua empresa consegue administrar de um só lugar diversos processos de vendas, gestão financeira, fluxo de caixa e muito mais.

Se o cálculo do ponto de ruptura tiver apontando que as vendas ainda não são suficientes para quitar todas as dívidas, com este sistema da Eleve by TOTVS é possível rever em quais processos é possível reduzir as despesas e economizar.

Conheça todas as vantagens do Eleve Gestão!
Nova call to action

Conclusão

Como vimos ao longo deste texto, o ponto de equilíbrio é um indicador que mostra quantas unidades de um produto ou qual o faturamento mínimo uma empresa deve ter para cobrir todos os seus gastos fixos.

Ele é um fator extremamente necessário que garante que a empresa tenha a possibilidade de se desenvolver mais, gerar mais competitividade e evitar prejuízos financeiros.

Ou seja, o ponto de equilíbrio contábil acontece quando a receita total representa a soma de custos e despesas, e o principal objetivo de calcular esse número é saber o quanto você vai precisar arrecadar para manter uma receita total livre de dívidas.

Mas não adianta somente utilizar-se desse indicador. Se você deseja ter sucesso na administração da sua empresa, precisa de mais dados para conseguir identificar onde está acertando e onde pode melhorar.

Por isso, conte com o Eleve Gestão para administrar e entender melhor o seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.