margem de contribuição

Margem de contribuição: Conheça quais são os tipos

Equipe TOTVS | FINANCEIRO | 10 fevereiro, 2022

A margem de contribuição é um dos indicadores mais importantes para a gestão de uma empresa, pois é um valor utilizado para entender se a organização está conseguindo gerar lucros após colocar todas as contas em dia.

Mesmo com uma boa produtividade e sucesso nas vendas, não saber calcular o percentual da margem de contribuição é como ficar no escuro em relação à saúde financeira.

Por isso, se você é empreendedor e deseja entender se está conseguindo gerar lucros na operação de vendas de produtos ou serviços, continue a leitura.

Neste guia, vamos mostrar, de maneira descomplicada, como é fácil aplicar esse cálculo independente do segmento da sua empresa. Vamos lá?

O que é e para que serve a margem de contribuição?

A margem de contribuição é a quantia que sobra da receita da empresa após o pagamento de todas as despesas e custos variáveis.

O cálculo leva em conta a diferença entre a receita obtida pelas vendas de produtos ou serviços menos todos os custos que variam mensalmente, como tributos recolhidos, comissões, fretes, seguros e custos do próprio produto ou serviço.

Esse percentual da margem de contribuição serve para avaliar se a empresa está ganhando o suficiente para o pagamento das contas fixas e para a geração de lucro, mesmo após o pagamento de todos esses gastos que podem oscilar.

Em resumo, o principal objetivo das empresas é identificar se os recursos financeiros gerados pagam todas as dívidas e ainda permitem um saldo positivo no caixa.

Para ficar ainda mais fácil de entender, podemos trazer como exemplo nossas despesas pessoais.

Quando recebemos o pagamento pelo nosso trabalho, dividimos o salário entre as contas que variam, as contas fixas e avaliamos se ainda existe uma margem para futuros imprevistos.

A margem de contribuição é como se fosse essa reserva financeira.

Se a empresa não consegue manter uma margem de contribuição positiva, pode ser um sinal de falha em algum processo das vendas, como na precificação inadequada, ou em alguma outra etapa que está gerando prejuízo financeiro.

Por que é importante analisar a margem de contribuição?

margem de contribuição

A análise da margem de contribuição é importante para as empresas em muitos aspectos, por isso, o ideal é que o cálculo seja feito de forma antecipada, até mesmo antes da realização das vendas.

Isso porque esse valor é fundamental para o planejamento financeiro das empresas, especialmente por ser usado para compreender a precificação correta do produto ou serviço oferecido pela companhia.

De modo geral, a margem de contribuição de venda serve para tomadas de decisões muito importantes, como para encontrar o volume mínimo de vendas para quitar despesas fixas (ponto de equilíbrio) e, consequentemente, ajuda na previsão de lucro sobre as vendas.

Também é um cálculo usado para tabelas de preços considerando casos específicos como descontos especiais e até mesmo para definição de qual produto a empresa deve intensificar as vendas ou até mesmo deixar de vender.

Sua importância também se expande no quesito estratégias de vendas, pois pode ser uma métrica usada para estabelecer qual a margem necessária de vendas para cobrir a oferta de promoções, descontos e brindes.

Da mesma forma, pode ser uma análise fundamental para avaliar a competitividade de preços em relação à concorrência.

Quais são os tipos de margem de contribuição?

A margem de contribuição pode ser dividida em dois tipos: unitária e total. Na prática, a diferença está somente no modo de aplicação dos valores na fórmula usada para calcular o percentual de contribuição de uma empresa. Veja:

Margem de contribuição unitária

Corresponde ao valor que cada venda unitária de produto ou serviço contribui para o pagamento de todos os gastos fixos da empresa. 

Fazer esse cálculo por unidade pode ser interessante para analisar qual a precificação correta de venda de cada tipo de produto ou serviço para gerar lucros.

Para esse cálculo, a fórmula usada é a seguinte:

MC Unitária = Preço de venda unitário – (Custo variável unitário + Despesa variável Unitária)

Margem de contribuição total

Diferente do cálculo acima, aqui os valores de todas as receitas são somados para chegar ao percentual de margem de contribuição total. O cálculo, nesse caso, fica da seguinte forma:

MC Total = Receita – (Custos variáveis + Despesas Variáveis)

Para chegar no valor da receita, basta calcular o preço de venda pela quantidade de serviços ou produtos vendidos.

Como se calcula a margem de contribuição?

Antes de fazer o cálculo, é necessário entender quais são os valores utilizados como referência. 

Por isso, antes da fórmula, é importante deixar claro qual a diferença entre despesas variáveis e custos variáveis, valores que são usados na conta.

Explicando o conceito de despesas variáveis e custos variáveis

Como vimos, o cálculo para margem de contribuição leva em conta a soma de todas as despesas variáveis e custos variáveis de uma empresa. Mas, você sabe a diferença entre esses dois conceitos?

Despesas Variáveis

As despesas variáveis representam os valores pagos quando uma venda é realizada, sendo um conceito igualmente utilizado por empresas de comércio, serviços e indústria.

Na hora de montar a fórmula do cálculo da margem de contribuição, deve-se considerar como despesas variáveis os impostos sobre vendas e comissão de vendas, por exemplo.

Custos Variáveis

Os custos variáveis mudam de acordo com o segmento das empresas. 

Nas empresas de pequeno porte, por exemplo, os custos variáveis representam o preço pago para que as empresas possam adquirir a matéria-prima e tudo o que for necessário para vender seus produtos ou serviços aos clientes.

Mas, de modo geral, podemos dividir os custos variáveis de acordo com os três tipos principais de segmento mencionados antes: comércio, indústria e serviços:

  • Comércio: são custos variáveis o preço de aquisição de mercadorias e, quando for o caso, o valor de frete, do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do valor de crédito do ICMS;
  • Indústria: dentro da indústria, são custos variáveis o valor na produção dos produtos, incluindo preço de matéria-prima, embalagens, etiquetas e demais insumos. 
  • Serviços: por fim, consideram-se custos variáveis no setor de serviços os gastos para realização do serviço, como materiais, ferramentas e peças de execução. 

Margem de contribuição: Fórmula

A fórmula utilizada para chegar na margem de contribuição é a seguinte:

MC = Valor de Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

Ou seja, para chegar à margem de contribuição percentual, é necessário ter em mãos o valor total ou unitário de vendas e subtrair todos os custos e despesas variáveis, como vimos acima.

Qual a relação entre margem de contribuição e ponto de equilíbrio?

O ponto de equilíbrio, também conhecido como break-even point, ponto de ruptura ou ponto zero, representa o cenário financeiro no qual a empresa consegue pagar todos os custos e despesas fixas e variáveis com a venda dos produtos ou serviços.

Com esse equilíbrio, significa que a empresa está conseguindo se manter no azul, mas ainda não está gerando lucro.

A relação com a margem de contribuição está justamente no cálculo usado para identificar o ponto de equilíbrio:

Ponto de equilíbrio = despesas fixas / margem de contribuição

Ou seja, para identificar o ponto de equilíbrio, é necessário primeiro realizar o cálculo da margem de contribuição.

Dessa forma, é possível identificar a melhor precificação do produto ou serviço para começar a gerar lucro e ainda se manter competitivo diante dos concorrentes.

Margem de contribuição: Dúvidas frequentes

Qual é a margem de contribuição ideal?

Em teoria, quanto maior for a porcentagem de margem de contribuição, melhor será para a empresa, pois isso significa que as vendas estão conseguindo pagar todas as despesas e custos e ainda gerar um lucro satisfatório.

No entanto, é importante levar em consideração a competitividade de mercado, para não ficar atrás da concorrência e perder em volume de vendas.

Para manter uma boa margem de contribuição e ainda se manter competitivo, vale seguir algumas dicas básicas, como:

  • Ajustar valores dos preços de acordo com a margem de contribuição e ainda manter os preços competitivos em relação à concorrência;
  • Negociar com fornecedores melhores custos variáveis;
  • Estar sempre atualizado em relação aos enquadramentos tributários e impostos cobrados;
  • Considerar comissões para impulsionar as vendas;
  • Avaliar outros fatores, como gastos administrativos e o gerenciamento da empresa, para observar pontos de redução de despesas fixas.

Qual a diferença entre margem de lucro e margem de contribuição?

A margem de lucro é a diferença entre os custos por trás de uma venda de produto ou serviço e o valor que a empresa está faturando sobre a venda. Essa margem pode ser dividida em margem de lucro bruta e líquida.

Já a margem de contribuição é o indicador do percentual de faturamento que você precisa ter para pagar todas as despesas e custos fixos.

O lucro, em outras palavras, seria o resultado desse cálculo, pois é o que sobra após o pagamento de todos os custos de operação e despesas.

Markup ou margem de contribuição: qual é mais importante?

Essa pergunta não possui uma única resposta, pois ambos conceitos são importantes para as empresas.

O markup, para entendermos, trata-se do custo de produção e distribuição de um serviço ou produto.

Ele é usado para saber quais serão os gastos da empresa antes da realização de uma venda.

Já a margem de contribuição é um cálculo relacionado ao ganho bruto sobre as vendas, para entender se a empresa está conseguindo pagar todas as contas e ainda lucrar.

Os dois indicadores são fundamentais para o desenvolvimento e planejamento financeiro de uma empresa, mas o cálculo de margem de contribuição, por considerar diversos fatores, torna-se mais complexo e mais realista em relação à precificação correta.

Isso porque a margem de contribuição não leva em conta apenas fatores como custo de matéria-prima e distribuição.

É possível calcular a margem de contribuição no Excel?

Sim, a margem de contribuição pode ser calculada em planilhas, mas é necessário aplicar corretamente as fórmulas para fazer a soma e subtração dos valores de forma correta. 

Por ser um cálculo simples, a margem de contribuição pode ser facilmente realizada em calculadoras online e outras ferramentas mais modernas para gestão financeira.

Conheça as soluções da Eleve para otimizar sua gestão financeira

Vimos que a margem de contribuição é um indicador muito importante para entender se a empresa está conseguindo fazer um bom planejamento financeiro e gerar lucros.

Na prática, o cálculo é muito simples, mas, sozinho, ele se torna insuficiente para entender o panorama geral da empresa para análise de fatores mais complexos de gestão financeira.

Por isso, contar com a tecnologia faz toda a diferença, e a resposta para otimizar tempo e reduzir custos operacionais é escolher por soluções como o Eleve Gestão!

Por meio do Eleve Gestão, você conseguirá fazer o acompanhamento de todas as entradas e saídas de caixa, fazer o controle de gastos e acompanhar os lucros gerados em todas as operações.

Com essa ferramenta, será muito mais rápido e eficiente identificar onde você está ganhando ou perdendo dinheiro.

Conheça os planos do Eleve Gestão e encontre a opção perfeita para a sua empresa.
Nova call to action

Conclusão

Muitas vezes, as empresas estão conseguindo alcançar o ponto de equilíbrio, mas não entendem o porquê de as vendas não estarem gerando lucro.

Para não ficar no prejuízo ou no escuro em relação à saúde financeira, as empresas precisam entender como utilizar o cálculo da margem de contribuição.

É por meio desse cálculo simples que é possível identificar se o preço de cada produto ou serviço está sendo o suficiente para pagar todas as despesas fixas, custos e despesas variáveis e, além disso, gerar lucro.

Agora que você já sabe tudo sobre margem de contribuição, continue acompanhando o nosso blog para aprender mais sobre gestão financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.