ativo e passivo

Ativo e passivo: Diferenças, importância na contabilidade e mais

Equipe TOTVS | FINANCEIRO | 22 outubro, 2021

O ativo e passivo de uma empresa representam, respectivamente, todas as posses da sua empresa e todas as despesas e obrigações financeiras que ela possui. Tem total relação com as contas a pagar e receber.

Ao organizar a contabilidade de uma empresa, é comum ao empreendedor se deparar com termos como “ativo e passivo”, especialmente para elaborar o balanço patrimonial — entre outras atividades.

Nesse conteúdo, vamos simplificar o conceito de ativo e passivo e a sua aplicação na contabilidade de uma empresa. Que tal seguir lendo para aprender? Confira!

Ativo e passivo: Entenda as diferenças na contabilidade

ativo e passivoAs diferenças essenciais entre ativo e passivo é que o primeiro representa todas as entradas financeiras e bens de uma empresa, e o passivo são todas as suas despesas e dívidas.

Porém, queremos ir um pouco além no assunto, desvendando os conceitos e o que indicam na contabilidade do negócio. Vamos lá?

Ativo

Quando o assunto são os ativos de uma empresa, trata-se de tudo aquilo que representa valor para uma empresa: o dinheiro em caixa, os bens que possui (maquinário e imóveis), créditos que tem a receber e os direitos que possui sobre uma entidade econômica.

Afinal, uma empresa pode ser sócia de outra.

Ou seja, na prática, quando falamos dos ativos de um negócio, falamos da soma de todo valor que a empresa possui.

Dentro desse conceito, temos outros dois a explorar: o ativo circulante e o ativo não circulante. Que tal conhecê-los?

Ativos circulantes

Ativos circulantes são direitos e bens que podem ser transformados em dinheiro em curto prazo. É o caso do próprio dinheiro em caixa, bem como de mercadorias nas prateleiras e em estoque, dívidas de clientes, entre outros.

Ativos não circulantes

Ativos não circulantes são direitos e bens cuja conversão em dinheiro somente ocorre em longo prazo ou, ao menos, em um período de tempo maior do que o fim do ano vigente.

Falamos de ativos fixos (imóveis, maquinário, veículos), ativos intangíveis (patentes, softwares e tecnologias desenvolvidas) e ativos realizáveis no longo prazo (investimentos, recuperação de impostos ou empréstimos cedidos).

Passivo

Já os passivos representam todas as despesas, dívidas e obrigações financeiras que a empresa tem. Ou seja, toda a soma de saída de capital do empreendimento.

Dentro deste conceito, também temos algumas subdivisões, como os passivos não exigíveis e os exigíveis.

No caso dos passivos não exigíveis, considera-se o patrimônio líquido da empresa, bem como o capital social de seus sócios.

Já para os passivos exigíveis, também temos a mesma divisão comentada anteriormente: passivos circulantes e não circulantes.

Passivo circulante

Os passivos circulantes são aqueles que a empresa precisa quitar dentro do ano de exercício vigente. Ou seja, salários, encargos, impostos, bônus, títulos, parcelas de empréstimos e despesas com fornecedores.

Passivo não circulante

Os passivos não circulantes são as dívidas e despesas que precisam ser pagos em um prazo além do ano de exercício vigente. Falamos de despesas contingentes (fruto de ações legais ou trabalhistas), financiamentos que excedam o exercício, entre outros.

Nova call to action

Qual a importância dos ativos e passivos de uma empresa?

E afinal, você já sabe porque é importante conhecer ativo e passivo? Vamos lá, é simples: saber equilibrá-los é uma das chaves para manter a saúde financeira do seu negócio. Ao maximizar ativos e reduzir passivos, a empresa se torna mais rentável.

Tudo isso impacta no planejamento financeiro do negócio, permitindo que o empreendedor possa controlar seus possíveis investimentos e programar-se para quitar suas dívidas.

Além disso, educar-se em relação aos ativos e passivos é importante pois é quase impossível manter uma operação com zero passivos.

O que é normal: você vai criar dívidas com fornecedores, bem como com instituições financeiras em busca de empréstimos que ajudem seu negócio.

Assim, entender seu nível de comprometimento com os passivos, bem como os potenciais ativos, permite que você se planeje em relação ao futuro de modo a não prejudicar o caixa do negócio.

Outro fator que vale mencionar é que o equilíbrio entre ativo e passivo é analisado por investidores quando há a possibilidade de injetar capital no negócio.

Quanto mais equilibrado for o negócio — e quando mais saudável e rentável ele se apresentar — maiores as chances de obter investimentos de acionistas interessados em seu negócio.

Dicas para analisar o desempenho financeiro de um negócio

Antes de começar a quantificar seus ativos e passivos, é essencial compreender o que de fato os números significam. Ou seja, você precisa entender como analisar seu desempenho financeiro para então saber como melhorá-lo.

A seguir, vamos te explicar algumas dicas para aprimorar esse processo. Interessado? Então siga a leitura!

Faça um controle das finanças

Primeiro de tudo, é essencial manter todas as movimentações financeiras registradas.

Isso significa anotar todas as entradas e saídas, bem como ter em mente (e documentados) os valores e contratos referentes a todos os seus bens e direitos.

Quanto aos passivos, é importante anotá-los para que você saiba quais pagamentos mensais precisará fazer — considerando, claro, o curto prazo, mas sem se esquecer daquilo que será cobrado no longo prazo.

Procure um profissional de contabilidade

Nossa segunda dica é buscar o auxílio de um contador. Ele pode ajudar você a organizar suas finanças e, especialmente, servir de assessoria para que você não deixe de cumprir com as obrigações financeiras.

É ele quem vai ajudar sua empresa a se manter em compliance com as melhores boas práticas de contabilidade, sendo indispensável para a manutenção financeira da sua empresa.

Conte com soluções tecnológicas

Como mencionamos, manter todas as movimentações registradas no papel é fundamental.

Agora, “no papel” é só uma forma de dizer: você pode utilizar uma planilha de fluxo de caixa ou, melhor ainda, um sistema de gestão financeira!

Assim, com o uso da tecnologia, você automatiza o lançamento de dados e, com dashboard financeiro, pode avaliar em tempo real a situação do seu ativo e passivo.

O que é o patrimônio líquido?

Agora, e se você subtrair o passivo do seu ativo? Esse resultado é o que conhecemos como patrimônio líquido. Entendê-lo é importante para que você possa informá-lo na escrituração contábil do negócio, junto aos sócios.

Por meio do patrimônio líquido, o contador poderá calcular o pagamento de outras obrigações da empresa, como a remuneração do capital investido.

Ativo e passivo: Dúvidas frequentes

Antes de encerrarmos o artigo, que tal repassar por algumas dúvidas frequentes que costumamos ler e ouvir de clientes e leitores aqui do blog?

Reservamos essa seção para responder de maneira mais objetiva a essas questões. Vamos lá?

Qual a relação entre ativo, passivo e plano de contas?

O plano de contas é um documento que lista todas as movimentações financeiras da empresa. Logicamente, ele lista todos os ativos e passivos do negócio, desenhando a estrutura financeira que compõe as operações da empresa (atividades, custos, receita, lucros etc).

Como o ativo e passivo impactam no Balanço Patrimonial?

O ativo e passivo são elementos indispensáveis da estrutura do balanço patrimonial. Trata-se de um relatório contábil, que demonstra a situação atual e, especialmente, as perspectivas futuras sobre as finanças do negócio.

Tudo isso é feito correlacionando ativos e passivos, com objetivo de identificar o que compõe o patrimônio líquido do negócio.

Como as soluções da Eleve podem ajudar na gestão de ativos e passivos

Agora, para gerenciar todo seu financeiro — incluindo para possibilitar uma visão completa dos ativos e passivos — você pode contar com o Eleve Gestão.

O melhor sistema para controle financeiro do seu micro e pequeno negócio pode ajudar você a realizar sua gestão financeira, contábil e fiscal.

Como? Com o Eleve Gestão, você consegue controlar todas as entradas, saídas, margens de lucro, valores em estoque, ordens de compra e serviço emitidas, bem como possibilita a emissão de notas fiscais.

E ainda automatiza sua comunicação com seu contador!

Nossa tecnologia ajuda você a simplificar o que, até então, era burocrático e complexo, melhorando significativamente seu controle financeiro.

Que tal integrar toda administração do seu negócio, permitindo total visibilidade sobre ativos e passivos bem como ajudando na composição do seu balanço patrimonial?

Então confira todos os diferenciais e planos do Eleve Gestão!

trial eleve gestão

Conclusão

Gostou de aprender o que é ativo e passivo, suas diferenças e porque é importante o controle financeiro do seu negócio?

Na prática, o ativo e passivo são informações muito relevantes para que você, como empreendedor, e o seu contador entendam a saúde financeira da empresa.

Assim, permite que você trace estratégias e defina metas com base nas suas obrigações, bem como possa desenvolver projeções financeiras calcadas em dados reais.

Gostou de aprender sobre o assunto? Aqui no blog da Eleve, falamos de tudo sobre gestão de negócios e controle financeiro. Siga lendo nossos conteúdos.

Aproveite para já ler o artigo que produzimos explicando o que é e como funciona o pro rata.

controle financeiro Gestão Financeira sistema de gestao financeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.